LibreOffice OnLine define o alicerce da primeira solução global livre de edição de documentos pessoais

LibreOffice OnLine Vem Aí

Berlim, 25 de março de 2015 – LibreOffice, a melhor suite office livre, define o alicerce da primeira solução global de edição de documentos pessoais, seguindo o anúncio do esforço conjunto de desenvolvimento do LibreOffice On-Line. O LibreOffice já é disponível como aplicação nativa em todos os sistemas operacionais de desktop e esta sendo desenvolvido para operar no Android. Além disso, ele está disponível em plataformas virtuais para o Chrome OS, Firefox OS e iOS.

libreoffice-400

“O LibreOffice nasceu com o objetivo de alavancar a herança histórica do OpenOffice para montar um ecossistema sólido capaz de atrair estes investimentos que são necessários para o desenvolvimento futuro do software livre” afirmou Eliane Domingos de Sousa, Diretora da The Document Foundation. “Parece que estamos no caminho certo, graças ao número sempre maior de empresas que investem no desenvolvimento do LibreOffice, para torna-lo disponível em todas as plataformas. Estamos agradecidos à IceWarp de prover os recursos para levar adiante o desenvolvimento do LibreOffice Online”, completou.

O desenvolvimento do LibreOffice Online começou em 2011, com uma  prova de conceito baseada na tecnologia HTML5. Esta prova será desenvolvida para criar tecnologias inovadoras para aplicações em núvem, que se tornarão a alternativa livre às soluções proprietárias do Google Docs e do Office 365, e será a primeira a suportar nativamente o padrão ODF.

“É maravilhoso poder casar a visão e os investimentos da IceWarp com nossa paixão e competência no desenvolvimento do LibreOffice. Sempre é satisfatório trabalhar em coisas que como empresa precisamos para nosso trabalho.” afirmou Michael Meeks, General Manager da Collabora Productivity, que desenvolveu a prova de conceito em 2011 e fará a supervisão do desenvolvimento do LibreOffice Online.

A disponibilidade do LibreOffice Online será comunicada oportunamente.

Chamada para Colaboração LibreOffice Magazine 16

chamada-trabalho-libreoffice-magazine-abril.2015

A próxima edição da revista eletrônica LibreOffice Magazine será lançada no mês de abril de 2015.  Se você tem interesse em escrever para a revista sobre os temas LibreOffice, ODF ou temas relacionados a softwares de código aberto, envie o seu texto por e-mail até o dia 03 de abril de 2015 para o endereço: redacao@libreoffice.org

O formato do arquivo texto a ser enviado deve estar em formato aberto (ODF) e o mesmo deve conter a foto e o minicurrículo do autor. Não aceitaremos o arquivo texto em outro formato.

Se você tem interesse em divulgar algum evento de Software Livre em nossa revista, você deve enviar o arquivo em formato PNG ou JPG com resolução mínima de 100 DPI, até o dia 03 de abril de 2015 para o e-mail: revista@libreoffice.org. Consulte-nos sobre os tamanhos do anúncio.

Onde baixar a LibreOffice Magazine? http://pt-br.libreoffice.org/projetos/revista/

LibreOffice Magazine 15 é lançada

capa_15

Merecimento se conquista!

Para chegar em algum lugar de destaque dentro das comunidades de software livre, ser reconhecido e respeitado, é necessário muito trabalho voluntário, na maior parte do tempo. Ser coerente, paciente, nunca indiferente as dúvidas de outras pessoas com relação ao que se pode compartilhar, ou colaborar. Essas atitudes elevarão o seu conceito diante do seu grupo e, consequentemente, será alçado ao topo da pirâmide, imaginária, mas que dá a cada um o seu merecido lugar. Conquistado pelo   seu trabalho.

Na comunidade brasileira do LibreOffice temos muitas pessoas que, pelo trabalho voluntário que fazem, estão no topo de muitas pirâmides, divididas por afinidades no trabalho voluntário. Que continuem assim e sejam exemplo para outras pessoas que queiram fazer parte desse trabalho. Como é, por exemplo, o projeto dessa nossa revista. A cada edição mais pessoas colaborando, dividindo seus conhecimentos e suas opiniões. E isso é levado, a cada nova edição, para um número maior de leitores, e até para fora do Brasil.

Temos a surpresa de conhecer mais um caso de sucesso do LibreOffice dentro de uma universidade. A Unesp – faculdade do governo do estado de São Paulo. Não acredita? Então leia o artigo. E temos, como de costume, dicas e tutorias de LibreOffice. E aquela segunda parte do Banco de Dados Base. Alias, está se tornando um hábito nossos autores, se estenderem pelo assunto por duas ou três edições. Isso quer dizer que, seus artigos foram bem aceitos e demonstraram nos leitores a vontade de saber mais sobre o assunto. Há um artigo sobre a certificação Linux e outro sobre software para projeto, simulação e desenvolvimento de circuitos eletrônicos para Linux. Uma visão econômica sobre software livre, meritocracia e santo de casa são assuntos de outros artigos, bem desenvolvidos por seus autores. Leia a revista. Ela está aqui para servir o seu interesse e curiosidade por tudo que gira em torno do software livre e código aberto.

Agradecemos a todos que colaboraram com essa edição.

Vera Cavalcante

Download edição 15: LibreOffice Magazine 15

Download edições anteriores: Projeto LibreOffice Magazine

LibreOffice 4.4.1 “Novo” disponível para download

Berlim, 20 de fevereiro de 2015 – A The Document Foundation anuncia o LibreOffice 4.4.1 “Novo”, a primeira correção da família 4.4, com amis de 100 correções do LibreOffice 4.4.0. Este lançamento representa o esforço combinado de mais de 900 desenvolvedores participantes do projeto desde setembro de 2010.

LibreOffice-The Best

A The Document Foundation sugere a instalação do LibreOffice 4.4.1 nas empresas e grandes organizações sempre com o apoio de suporte por profissionais certificados (uma lista está disponível em http://www.documentfoundation.org/certification) capazes de fornecer suporte de valor agregado.

As pessoas interessadas nos detalhes técnicos podem buscar os registros de mudanças do LibreOffice 4.4.1 nestes links: https://wiki.documentfoundation.org/Releases/4.4.1/RC1 (RC1) e https://wiki.documentfoundation.org/Releases/4.4.1/RC2 (RC2).

As inovações do LibreOffice 4.4.1 em relação à família LibreOffice 4.3 poem ser vistas na seguinte página:http://wiki.documentfoundation.org/ReleaseNotes/4.4

Baixar o LibreOffice

O LibreOffice 4.4.1 “Novo” está disponível para download no link: Portal LibreOffice Brasil

Os usuários do LibreOffice, apoiadores do software livre e membros da comunidade podem apoiar a The Document Foundation com uma doação pelo site: Doação Projeto LibreOffice

Tradução voluntária: Olivier Hallot

O LibreOffice 4.3.6 chegou

Berlim, 20 de fevereiro de 2015 – A The Document Foundation anuncia o LibreOffice 4.3.6 “Estável”, a sexta correção da família 4.3, que é a versão sugerida para grandes instalações em empresas e ambientes conservadores. O LibreOffice 4.3.6 contém 110 correções.

lancamento-libreoffice-436-940x400

A The Document Foundation sugere a instalação do LibreOffice 4.3.6 nas empresas e grandes organizações sempre com o apoio de suporte por profissionais certificados (uma lista está disponível em http://www.documentfoundation.org/certification) capazes de fornecer suporte de valor agregado.

As pessoas interessadas nos detalhes técnicos podem buscar os registros de mudanças do LibreOffice 4.3.6 nestes links: https://wiki.documentfoundation.org/Releases/4.3.6/RC1 (RC1) e https://wiki.documentfoundation.org/Releases/4.3.6/RC2 (RC2).

Baixar o LibreOffice

O LibreOffice 4.3.6 “Estável” está disponível para download no link: Portal LibreOffice Brasil

Os usuários do LibreOffice, apoiadores do software livre e membros da comunidade podem apoiar a The Document Foundation com uma doação pelo site: Doação Projeto LibreOffice

Tradução voluntária: Olivier Hallot

The Document Foundation: O terceiro aniversário de uma jornada fantástica

A The Document Foundation foi incorporada no dia 17 de fevereiro de 2012. Hoje é o seu terceiro aniversário e este vídeo é um testemunho das atividades de muitos membros da fantástica comunidade LibreOffice representando os milhares de voluntários e centenas de desenvolvedores. Obrigado a todos pela maravilhosa jornada.

Tradução voluntária: Olivier Hallot, membro fundador da The Document Foundation.

LibreOffice 4.4: O mais bonito LibreOffice até hoje.

  • LibreOffice 4.4, o mais bonito dos LibreOffice até hoje.

  • A interface do usuário foi aperfeiçoada de modo significativo

  • A interoperabilidade com os formatos de arquivo OOXML foi estendida

  • Melhorias significativas na qualidade do código segundo a varredura Coverity.

Berlim, 29 de janeiro de 2015 – A The Document Foundation tem a satisfação de anunciar o LibreOffice 4.4, o nono lançamento da suite Office livre, com um número significativo de melhorias de design e usabilidade.

“O LibreOffice 4.4 recebeu uma atenção especial na interface do usuário e na usabilidade, e na minha opinião é o mais bonito que já fizemos” afirmou Jan “Kendy” Holesovsky, um membro do Comitê de Admissão e líder do time de design. “Completamos a conversão das caixas de diálogo, redesenhamos as barras de menu. os menus de contexto, barras de ferramentas, barras de status, e réguas para tornar-los muito mais fáceis de usar. O tema de ícones Sifr foi estendido e é agora padrão no sistema Apple OSX. Desenvolvemos um novo seletor de cores, melhoramos a barra lateral para integrar suavemente com os menus, e refizemos muitos detalhes da interface para seguir com as modernas tendências de usabilidade” completou.

libreoffice-400

O LibreOffice 4.4 oferece muitas melhorias em outras áreas também:

  • Suporte para transições em OpenGL no Windows, e modernização do framework OpenGL
  • Assinatura digital em documentos PDF durante o processo de exportação;
  • Instalação das fontes livres Carlito e Caladea para substituir as fontes proprietárias Calibri e Cambria da Microsoft, para eliminar os problemas ao abrir arquivos OOXML;
  • Inclusão de muitos novos modelos de documentos, criados por voluntários da comunidade LibreOffice;
  • Edição vsual das páginas mestres do Impress, para remover elementos indesejáveis, adicionar ou ocultar um nível da numeração de tópicos, e ativar / desativar marcadores;
  • Controle de alterações melhorado – com novos botões na barra de ferramentas do Controle de alterações e novas funcionalidades da Autocorreção no Writer;
  • Importação melhorada de arquivos nos formatos Microsoft Visio, Microsoft Publisher e AbiWord bem como planilhas Microsoft Works;
  • Importação de arquivos Adobe Pagemaker, MacDraw, MacDraw II e RagTime para Mac;
  • Significativa melhoria no suporte a mídias em cada plataforma.

Uma extensa descrição de todos os novos recursos do LibreOffice 4.4, incluindo o nome dos desenvolvedores pode ser vista na página
https://wiki.documentfoundation.org/ReleaseNotes/4.4. Além disso um resumo dos desenvolvimentos mais significativos pode ser visto no blog de Michael Meeks: https://people.gnome.org/~michael/.

Pessoas interessadas nos detalhes técnicos podem consultar os registros de mudanças aqui: https://wiki.documentfoundation.org/Releases/4.4.0/Beta1 (Beta 1), https://wiki.documentfoundation.org/Releases/4.4.0/Beta2 (Beta 2), https://wiki.documentfoundation.org/Releases/4.4.0/RC1 (in RC1),
https://wiki.documentfoundation.org/Releases/4.4.0/RC2 (RC2) e https://wiki.documentfoundation.org/Releases/4.4.0/RC3 (RC3).

Baixar o LibreOffice

O LibreOffice 4.4 pode ser baixado imediatamente do seguinte link: http://www.libreoffice.org.br/baixe-ja/. Usuários do LibreOffice, apoiadores do Software Livre e membros da Comunidade LibreOfice podem ajudar a The Document Foundation com uma doação em http://donate.libreoffice.org.

Sobre a The Document Foundation

The Document Foundation é uma organização aberta, independente, autogovernada, meritocrática, montada sobre os dez anos de trabalho dedicados para a comunidade OpenOffice.org. A TDF foi criada na crença de que a cultura de uma fundação independente agrega o melhor dos esforços de empresas e de voluntários, produzirá a melhor suíte de escritório. A TDF está de braços abertos a qualquer indivíduo que concorde com seus valores primordiais, que contribua com suas atividades, e recebe calorosamente a participação de empresas, por exemplo, através de alocação de pessoal que trabalhe de igual para igual com os demais contribuidores da comunidade. Desde dezembro de 2014 Janeiro de 2014, a TDF conta com 205 membros e mais de 3000 voluntários e contribuidores ao redor do mundo.

Link to TDF blog: http://wp.me/p1byPE-x4.

Infográficos disponíveis em:
https://documentfoundation.files.wordpress.com/2015/01/tdf-libreoffice44info.pdf (PDF) ou https://documentfoundation.files.wordpress.com/2015/01/tdf-libreoffice44info.jpg (JPG).

Tradução voluntária: Olivier Hallot, membro fundador da The Document Foundation.

LibreOffice para Android: Anunciado o Resultado da Tomada de Preços para Desenvolvimento.

Berlim, 27 de janeiro de 2015 – Em sequência ao sucesso do lançamento do LibreOffice Viewer (Beta), A The Document Foundation (TDF) anuncia hoje os resultados da tomada de preços para Android – http://tdf.io/tender. A tomada de preços objetiva desenvolver um arcabouço técnico para o LibreOffice no Android, incluindo a edição de documentos. Esta tomada de preços é um passo na direção da criação de um Libreoffice para Android completo, elegante e poderoso para os usuários.

Android_robot-LibreOffice

“Recebemos um grande número de pedidos para o LibreOffice no Android, mas ao mesmo tempo descobrimos que sem um arcabouço sólido seria extremamente difícil para o ecossistema LibreOffice desenvolver uma aplicação completa para esta plataforma”, comentou Thorsten Behrens, Chairman da TDF. “Em reunião do Conselho Diretor, decidimos utilizar uma parte dos fundos oriundos das doações para custear o desenvolvimento deste arcabouço. Isto representa um caminho inovador no emprego o dinheiro das doações, e respeita o desejo das pessoas que doaram recursos para o desenvolvimento de uma aplicação Android. Convidamos nossos felizes usuários a continuar nos apoiando com mais doações”.

Para confirmar o interesse pelo LibreOffice no Android, o LibreOffice Viewer – mesmo no estágio beta – já foi baixado por dezenas de milhares de usuários numa só semana, e foi comentado em centenas de websites especializados.

Três dos quatros lotes incluídos na tomada de preços foram atribuídos da seguinte forma: (1) infraestrutura e (2) seleções para a Collabora, (4) Armazenamento na nuvem e e-mail para Igalia [os detalhes dos lotes estão disponíveis na página da tomada de preços]. Os resultados são esperados para o mês de março de 2015.

“A tomada de preços foi uma experiência nova para o Conselho Diretor e para mim” afirmou Florian Effenberger, Diretor Executivo da The Document Foundation. “O mais desafiador foi criar o formato da tomada de preços em concordância com os princípios estabelecidos em nossos estatutos, para definir um limiar justo para a participação de todos os interessados. Mais uma vez, estabelecemos novas bases para as fundações de software livre, ao investir no desenvolvimento de um arcabouço, para abrigar o desenvolvimento de um LibreOffice para Android completo. Desejo aproveitar a oportunidade para agradecer a todos os que enviaram propostas, inclusive os que não foram selecionados” completou.

A The Document Foundation tornará este trabalho disponível numa série de lançamentos beta ao longo do tempo incrementando as capacidades de edição de documentos. Os usuários estão convidados a baixarem e a utilizarem a aplicação para nos indicar os defeitos e recomendações, de forma a nos ajudar a aperfeiçoar o software.

A The Document Foundation agradece os doadores por seu apoio continuado ao projeto, através da página de doações em: http://donate.libreoffice.org.

Tradução voluntária: Olivier Hallot

LibreOffice Viewer (beta) disponível para Android

Berlim, 21 de janeiro de 2015 – A Document Foundation (TDF) tem a satisfação de informar o lançamento do LibreOffice Viewer (Beta) para Android no Google Play
Store, permitindo aos usuários de dispositivos moveis como tablets e smartphones acessarem arquivos Open Document Format (ODF).

A aplicação, criada pela Collabora, está disponível no seguinte link: https://play.google.com/store/apps/details?id=com.collabora.libreoffice

Android-Impress

O primeiro lançamento do LibreOffice Viewer permite visualizar documentos de textos e apresentações. O suporte para planilhas foi incluído de forma experimental e no futuro haverá suporte para apresentações complexas. Os usuários estão convidados a baixar e a testar a aplicação, e cuidados adicionais devem ser tomads para ambientes de produção.

“O suporte para Android é o resultado da cooperação entre organizações bem como a contribuição de indivíduos”afirmou Michael Meeks, Vice-Presidente de Produtividade da Collabora, “O ecossistema de código aberto do LibreOffice provou mais uma vez sua capacidade de trazer grupos diversos para produzir um excelente software sem restrições”.

O “app” atende aos desejos de muitos usuários que acessam arquivos ODF nos seus deslocamentos, e é também capaz de ler documentos em formato proprietário de outras suites incluindo o Microsoft Office.

“Este lançamento é o primeiro de uma série de aplicações móveis” afirmou Björn Michaelsen, um dos diretores da The Document Foundation. “Empresas e organizações estão convidadas e encorajadas a participar no processo de desenvolvimento juntando-se à comunidade LibreOffice”.

O LibreOffice Viewer (Beta) foi criado pela Collabora com o suporte do SMOOSE. Ele é construído sobre o trabalho de base da comunidade LibreOffice, SUSE, e da Mozilla Corporation, com desenvolvimentos adicionais de Jacobo Pérez da Igalia, e de Andrzej Hunt e Ian Billet com parte do programa Google Summer of Code.

O LibreOffice Viewer (beta) é a segunda aplicação para Android lançada pela comunidade LibreOffice, sendo que o primeiro foi o Impress Remote, controle remoto para apresentações do LibreOffice.

Os usuários do LibreOffice, patrocinadores e membros da comunidade podem contribuir com uma doação em http://donate.libreoffice.org.

Link para a postagem original: http://tdf.io/androidviewer

Tradução voluntária: Olivier Hallot

A Cidade de Munique participa do Conselho Consultivo da The Document Foundation

Berlim, 12 de janeiro de 2015 – A The Document Foundation (TDF) anuncia que a Cidade de Munique participa agora do Conselho Consultivo da TDF, onde será representada por Florian Haftmann. Desde 2003, a Cidade de Munique – a terceira maior da Alemanha – lançou o Projeto LiMux para migrar seus sistemas de software do modelo proprietário para o modelo de código aberto e sem custo. O projeto for completado com sucesso no fim de 2013, que envolveu a migração de 16.000 computadores pessoais e laptops dos funcionários públicos para software de código aberto e sem custo. A cidade de Munique vem acomodando vários Hackfests (sessões de desenvolvimento) do LibreOffice desde 2011, para melhorar os recursos do LibreOffice para ambientes empresariais.

libreoffice-400

“A Cidade de Munique é uma referência consistente para qualquer migração para software livre, e desta forma acrescentará uam significativa contribuição a nosso Conselho Consultivo, onde terá assento junto ao MIMO, representando a migração para LibreOffice dos ministérios da França, e com outras empresas que fornecem serviços de valor agregado em LibreOffice,” afirmou Thorsten Behrens, Presidente da The Document Foundation. “Florian Haftmann será apresentado ais demais membros do conselho Consultivo da TDF no próximo encontro em 15 de janeiro de 2015.”

O Conselho Consultivo da TDF tem 17 membros: AMD, CIB Software, City of Munich, CloudOn, Collabora, FrODeV (Freies Office Deutschland), FSF (Free Software Foundation), Google, Intel, ITOMIG, KACST (King Abdulaziz City of Science and Technology of Saudi Arabia), Lanedo, MIMO (Consortium of French Ministries), RedHat, SPI (Software in the Public Interest), Studio Storti e SUSE.

Sobre a Cidade de Munique e o projeto LiMux

LiMux_Logo_gro

Munique, capital da Bavária, administrou com sucesso entre 2005 e 2013 a migração de 16 mil PCs em 11 unidades de negócios e 4 subregiões para um sistema operacional em código livre, padronizado e estável. A Cidade de Munique é o maior caso de sucesso em software livre da Alemanha, e o Projeto LiMux sempre foi de alta visibilidade.

O Projeto LiMux foi capaz de reduzir significativamente a dependência com softwares proprietários, e atingir – a longo prazo – a flexibilidade desejada de software e arquitetura, baseado em três decisões fundamentais:

– Introduzir uma sistema operacional livre, com comunicações baseadas em padrões abertos para todos os postos de trabalho;

– Adquirir ou desenvolver procedimentos administrativos independentes de plataforma;

– Utilizar plataformas de TI padronizadas com aplicações e banco de dados consolidados.

Neste cenário, uma suite office é um ativo estratégico. No começo, LiMux empregou o OpenOffice.org, mas agora a suite office de referência é o LibreOffice.

Site do Projeto LiMux: http://www.muenchen.de/rathaus/Stadtverwaltung/Direktorium/LiMux.html

Tradução voluntária: Olivier Hallot